São Luiz Gonzaga

A A
São Luís Gonzaga
PADROEIRO
21 de Junho

Data da fundação

15/11/1958
Pároco
Padre Maurício Luchini

Setor

Casa Verde

Vigário Paroquial

Endereço

 Rua Orminda , 214 , Vila Santa Maria

Contato

 (11) 3965-6299
 Atendimento da secretaria
Segunda-feira
08
00
12
00
Segunda-feira
14
00
18
00
Terça-feira
08
00
12
00
Terça-feira
14
00
18
00
Quarta-feira
08
00
12
00
Quarta-feira
14
00
18
00
Sexta-feira
08
00
12
00
Sexta-feira
14
00
18
00
Sábado
08
00
12
00
Sábado
14
00
18
00
Breve história 

Aos seis de julho de 1956, chegavam ao Brasil os missionários da Imaculada Conceição, mais conhecido como Padres Lourdistas (França). Seu primeiro objetivo era vir para atender a capelaria das Irmãs da Providência de Gap, no seu colégio, o Padre Moye, no bairro do Limão. Porém, Dom Paulo Rolim, bispo auxiliar de São Paulo, tinha o desejo de que os missionários assumissem a criação de uma futura Paróquia. Assim, o bispo trocou cartas com o superior da ordem na França expressando o desejo. Ao passo que, com a ajuda da Paróquia Santo Antonio do Limão, já havia sido criada uma capela. De primeiro momento, o senhor Luiz de Souza tinha doado o terreno onde atualmente é a escola Paulo Setúbal. Mas por problemas políticos, ouve uma troca e passou a ser onde é hoje. Como o doador do terreno era devoto de São Luiz Gonzaga, deu-se assim o nome da futura Paróquia. A capela era atendida pelo Pároco do bairro do Limão, o Pe. Vitorino Gândara Mendes e o Cônego Adalberto de Assis. Este último foi quem apresentou ao povo o Pe. Aleixo Maleplate para iniciar seu apostolado. Assim organizaram-se as comissões para a construção da futura Paróquia. Essas comissões, entre 1956 e 1957 realizaram duas quermesses, com a finalidade de pagar as prestações do terreno da futura casa paroquial. Com muita dificuldade e poucos recursos, porém, muita fé conseguiram caminhar as obras. Na capela eram celebradas duas missas, uma às 07h30 e outra às 08h30. Cada vez mais as famílias se empolgavam e aderiam ao projeto. No Ano da Graça de 1957, chegava ao Brasil para assumir esse rebanho, o Pe. Marcelo Chieblot, que juntamente com o Pe. Aleixo assumiu a Comunidade onde foi elevada a Paróquia e lançada a pedra fundamental em 15 de novembro de 1958. Logo que o Pe. Marcelo chegou criou um grupo de catequistas para colaborar na evangelização das crianças, juntamente com outras associações e movimentos dentro da comunidade. Mas como nem tudo na vida é fácil, ao passo que as obras estavam sendo concluídas, aconteceu um imprevisto: num mês de muita chuva, toda a parte do Presbitério (altar) veio abaixo. Mas, as pessoas não desanimaram, e com a ajuda dos padres juntaram forças para continuar. Os homens se revezavam em turnos para a reconstrução e as mulheres cuidavam de dar-lhes alimento. Dois anos depois, veio para ajudar, o Pe. Renato, que junto com o Pe. Marcelo conseguiu concluir as obras. Porém, por problemas eclesiais deixaram a Paróquia, que ficou aos cuidados do Pe. Aleixo. Pe. Aleixo cuidou muito bem de fazer a fé das pessoas aumentar e transforma-la em obras. Enquanto isso, ele também continuava dando aulas no colégio e ensinando as crianças. Assim o tempo passou. Pe. Aleixo ficou 43 anos na Paróquia e se dedicou muito a ela, fazendo tudo que era necessário, como por exemplo, a criação das salas de catequese, a criação também da quadra esportiva e o termino do Salão Paroquial. Aos seus 75 anos de vida, assim como todos os padres, teve que renunciar a Paróquia em 1999. Nesta época, tínhamos como bispo auxiliar Dom Joel Ivo Catapan. Porém, o mesmo faleceu, e veio para tomar conta da Região Santana, o Vigário Episcopal Pe. Agostinho Romano Zacchetti (Monge Cisterciense). Com a saída do Pe. Aleixo, o Pe. Agostinho teve que indicar o futuro Pároco de nossa Paróquia. Escolheu outro monge Cisterciense, Pe. Julio Bento Antunes Filho, que pertence ao Mosteiro de Nossa Senhora de São Bernardo em São José do Rio Pardo (SP). Porém Pe. Bento estava como Pároco em Paraíso (SP) e chegou somente no ano de 2000, com a intenção de dar ânimo novo a Comunidade, assim que chegou tratou logo de remanejar e reestruturar as pastorais existentes. Montou uma quermesse para a criação da Capela do Santíssimo e a reforma do presbitério, e como último trabalho, fez a troca dos vitrais. Todos estes trabalhos também só foram possíveis, graças à ajuda dos paroquianos, que abraçavam a causa e o ajudavam em todas as necessidades, campanhas e eventos da Paróquia. Pe. Bento ficou nove anos na Comunidade e em abril de 2009, foi para Natal (RN) assumir um mosteiro da ordem Cisterciense.


Com sua saída, assumiu a Comunidade Pe. Mauricio Luchini, no dia 16 de abril de 2009, chegou com grande alegria e entusiasmo e tem demonstrado isso em todos os momentos.
Uma das preocupações do pároco, desde o início, foi manter o perfeito funcionamento das pastorais, estimular outras que estavam desativadas, ou ainda não existiam.


Constantemente preocupado com a formação permanente de seus paroquianos criou oportunidade para tal, através de cursos cuidadosamente preparados,  com participação sempre expressiva, como os cursos: Liturgia, Estudo Bíblico, Curso de Liderança, O Protagonismo dos Leigos, O Creio – Catecismo da Igreja Católica, Pe. Mauricio permaneceu com o trabalho realizado nos doze setores em que a Paróquia está dividida, celebrando uma missa por ocasião da Festa do Padroeiro do Setor.


Criou a Pastoral da Escuta, para os irmãos e irmãs que necessitam de apoio, que precisam de alguém que simplesmente os ouça. Além da presença da Pastoral da Perseverança, Pastoral da Criança.


Pe. Mauricio desde que assumiu a Paróquia está empenhado em realizar as obras necessárias para a manutenção da Igreja, para que os paroquianos tenham conforto e se sintam acolhidos. 
Foram realizados vários eventos para arrecadação de fundos para a continuação das obras necessárias como: a reforma do telhado, adequação da Paróquia aos meios de segurança, reforma do Centro de Catequese, pintura da quadra, reforma da cozinha do Salão Paroquial.


Padres Loudistas

 

“Restaurar o Templo É Restaurar a Fé”

Ao final da missa solene dedicada a São Luiz deste ano de 2010, Pe. Mauricio mostrou a todos o cálice que há tempos atrás foi queimado em um incêndio na sacristia. Ele estava guardado na casa da Sra. Antônia, esposa do Sr. Aníbal (a verdadeira fé fica guardada na casa de nosso povo, no depósito do seu coração). Este cálice foi restaurado e toda a sua beleza voltou e pode ser apreciada por todos. 
“O zelo por tua casa me devora” (Sl 69,10). No coração de cada cristão deve arder um Grande Amor que seja capaz de levar-nos a dar mais e mais passos no sentido da Vida. No Caminho de defesa da vida. E a vida não cresce onde não há organização, limpeza, harmonia, cuidado, etc. Por isso quem ama a Deus e a sua Casa mostra este amor em pequenos gestos concretos todos os dias. 
O cuidado da casa do Senhor pode ser entendido como um cuidado com tudo ao que lhe diz respeito. Por exemplo: com o estado do prédio de sua Igreja, com os utensílios do Altar, com as roupas do sacerdote e com as alfaias do altar, com a limpeza e decoração de nossos ambientes paroquiais e etc. Por outro lado mais importante ainda é o cuidado com a formação e a espiritualidade de todos. Porque é de dentro do ser humano que sai as coisas boas e as coisas ruins. Senão ensinamos tudo que é da fé aos outros, quem o fará? Nosso trabalho está claro.


No período que o Pe. Mauricio está aqui em São Luiz, já deu para perceber o seu lema como caminho para a missão neste momento do seu sacerdócio: “O zelo por tua casa me devora”. Assim como Jesus Cristo nos chama a organizar e estruturar dia a dia, mais e mais a sua casa e o seu rebanho.


No primeiro semestre conseguimos realizar dois módulos do nosso curso de liderança, que concluímos no segundo semestre com o modulo três. Ele veio completar uma formação que iniciamos no ano passado com cursos de liturgia, bíblia, Advento e Natal. Como existem muitos acontecimentos litúrgicos no primeiro semestre, dedicamos sempre mais atenção à formação no segundo semestre. Outro espaço importante de formação, que não podemos perder de vista, é o 1º Congresso de Leigos da Arquidiocese de São Paulo (para isso organizamos no segundo semestre o curso Protagonismo dos Leigos). A vida e a missão dos leigos em São Paulo serão marcadas pelos resultados deste Grande Encontro de toda a Cidade. Com certeza Deus preparará outros espaços para nos formarmos como retiros, dias de estudo, dias de oração e passeios em meio à natureza e tantas outras coisas. Pe. Mauricio está sempre disponível aos pedidos das equipes de pastorais de nossa comunidade.


Queremos dar um forte impulso ao Centro Social. Algumas reformas já foram feitas, como uma Loja Brechó. Além de esta poder ajudar a nossa população mais carente, também será a oportunidade de todos poderem participar de uma ação caritativa. Já estamos em processo adiantado para a distribuição do Ticket Leite. Este programa é destinado a famílias com crianças abaixo de 06 anos ou com idosos maiores de 60 anos. As famílias poderão receber leite em 03 dias da semana. Temos outros planos para nosso Centro Social dentre estes destacamos a preocupação com a violência nas ruas e com as inúmeras mortes de jovens e adolescentes por causa das drogas nas redondezas da paróquia. Há ainda o acumulo de lixo pelas ruas que trazem doenças ao nosso povo. Ficaríamos felizes se juntos conseguíssemos fazer uma forte campanha de educação contra o lixo, que é jogado em nossas ruas.Pensamos ainda no abandono dos idosos por seus familiares em casas úmidas e de imensa pobreza. Apastoral da pessoa idosa poderá nos ajudar com este problema.


Com relação a infraestrutura, refizemos o telhado da Igreja no mês de maio, obra orçada em R$ 42.000,00. Fizemos o mesmo com relação ao pára-raios ao custo de R$ 5.000,00 e também a adequação da paróquia aos meios de segurança que contemplam hidrante, extintores de incêndio, luzes e sinalização em caso de emergência no valor de R$ 30.000,00. Temos pela frente: a reforma do salão paroquial, a construção de novos sanitários em geral e para deficientes físicos, adequação da edificação quanto às normas de acessibilidade – rampas e outras obras, reforma de nossa cozinha bem como a aquisição de todos os materiais para o seu funcionamento, aquisição de mesas e cadeiras para nossas festas, reforma das salas de catequese e a sala Pe. Aleixo (onde funcionam o reforço escolar e a sala das crianças - Cricri – crianças com Cristo), no projeto do engenheiro Sr. Aristeu Seixas ela deverá ser aterrada em 1 metro para ficar adequada às normas que o CONTRU exige. Um estudo pormenorizado será feito pelo IMURB para detectar se estamos sendo um pólo gerador de trânsito nas redondezas. Caso isto venha ser comprovado teremos que arcar com as despesas de lombadas, faixas de pedestres, semáforos, iluminação. Todo este material é importado e se necessário deverá ser custeado pela paróquia e por ultimo a regularização do IPTU da casa paroquial, quadra e Centro de Assistência.

Paróquia a qual faz parte 
Paróquia São Luiz Gonzaga
Lugar - VF - Categoria e Nome 
Matriz Paroquial São Luiz Gonzaga

Missas

Terça-feira
07
30
Sexta-feira
07
30
Sábado
10
30
Domingo
08
00
Domingo
10
00
Domingo
18
00
CELEBRAÇÕES NOS SETORES
Quarta-feira
20
00

Sacramentos

Batizados

-O Batismo em Nossa Paroquia é realizado a cada dois meses com data previamente marcada após sete dias ao ultimo batismo.
-Curso se fara 15 dias antes do Batismo realizado em dois dias, lembramos que esta preparação e um momento de aprendizado da palavra de Cristo, como sua igreja e formada, porque e para que Batizar.
E indispensável à presença do País e Padrinhos.
-A divulgação das datas será divulgada em nosso jornal, missas, celebrações, secretaria e mural na Paroquia.

Documentos Necessários.
- certidão de nascimento no caso da criança.
- certidão de Nascimento RG/CPF comprovante endereço caso adulto.
- certificado do curso preparatório dos pais e padrinhos.
- certidão de casamento Religioso padrinho casados
- certidão de Batismo, 1ª Comunhão ou Crisma padrinhos solteiros, devem ser maiores de 16 anos e desimpedido de compromissos.

Obs.: Somente será feita a inscrição do Batismo mediante a cópia dos documentos acima. Caso não tenha todos os documentos ou haja alguma divergência devera agendar horário para que possa ser esclarecida as duvidas com a coordenação do Batismo.
A inscrição devera ser feita na secretaria

Vera e Agnaldo Armani
Fone: 3936.6652
e-mail: batismo@paroquiaslg.com.br

Crisma

Participam do Crisma da Paróquia, , 40  jovens (a partir dos quatorze anos)  e adultos, que a cada sábado a tarde das 15h30 às 17h, se reúnem para estudar a Bíblia, os Sacramentos, temas atuais, através de apostilas  e dinâmicas, participam também da missa das 10h aos domingos, 04 catequistas trabalham nesta pastoral.

Eduardo Jorge
Fone: 7299.4370
e-mail: crisma@paroquiaslg.com.br

Curso para noivos

Informações na secretaria

Primeira eucaristia

A Infância Missionária é um grupo de crianças que a partir de 06 anos iniciam a sua vida cristã.
A finalidade deste encontro é  suscitar o espírito missionário na solidariedade e na evangelização,  atualmente  utilizam o livro “No caminho de Jesus” Editora Vozes.
Os encontros acontecem em favor da animação, formação e comunhão missionárias das crianças .
Muitas destas crianças hoje evangelizadas, futuramente, serão os evangelizadores de seus próprios pais e de toda a sociedade, cumprindo assim o primeiro compromisso a tornar Jesus conhecido e amado, criança evangelizando criança.

Madalena de Oliveira Abelardo
Fones: 3856.8162/6599.1817

Rosalina Rodrigues dos Santos Borégio
Fones: 3936.1217/7522.1280
e-mail: catequese.infancia@paroquiaslg.com.br

Confissões

Agendar na secretaria